Mostrando postagens com marcador Dia das Mães. Mostrar todas as postagens

Educador financeiro do Sicoob dá orientações para não cair na malha fina e a melhor forma de usar o dinheiro restituído


Até o dia 31 de maio, mais de 34 milhões de brasileiros precisam entregar a declaração do Imposto de Renda. A lista de quem precisa declarar é grande, e foi pensando neste público que Eduardo Trigueiro, educador financeiro do Sicoob, separou algumas dicas para não cair na malha fina e, caso haja dinheiro a ser restituído, que ele seja usado de uma forma mais consciente.

Pessoas que tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no último ano; contribuintes que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, tendo a soma superior a R$ 40 mil; teve a receita bruta superior a mais de R$ 142.798,50 mil em atividade rural; entre outros fatores que podem ser conferidos no site da Receita Federal, precisam declarar o Imposto de Renda em 2022.

Para que não haja risco de cair na malha fina, Trigueiro separou algumas orientações: “A dica principal é se antecipar. É importante organizar ao longo do ano, sendo em pasta ou planilha, todos os comprovantes que são necessários na hora da declaração.”

Um dos principais problemas que podem levar à malha fina é a omissão de rendimentos. Portanto, fique atento aos aluguéis (se tiver), rendimento dos dependentes, investimentos na Bolsa de Valores e, no caso dos cooperados, também é necessário declarar o valor recebido das sobras.

“As cooperativas do Sicoob costumam distribuir sobras anualmente para seus cooperados. Esse valor precisa ser declarado, independentemente da quantidade. Já vi, inclusive, pessoas caindo na malha fina por isso”, ressalta o educador financeiro.

Por fim, analise o informe de rendimentos. O comprovante entregue pelo empregador pode vir com erros, então conferir bem todas as documentações antes de declarar é um dos fatores mais importantes.

Valor da restituição: o que fazer?
Muitas vezes, esse valor é considerado “inesperado” pelos contribuintes. Por isso, Trigueiro separou também algumas dicas do que fazer com o dinheiro a receber de forma consciente:

- Pague as contas em atraso: a prioridade sempre deve ser o pagamento de dívidas, principalmente aquelas que tenham juros altos e que podem render renegociações com valores mais acessíveis;
- Faça uma reserva de emergência: comece uma reserva de emergência para futuras intercorrências;
- Faça investimentos: se estiver financeiramente estável, faça investimentos. Pesquise as taxas atrativas e invista o dinheiro. Hoje, com a Selic alta, até a renda fixa se tornou uma alternativa viável!

O Sicoob DFMil tem o objetivo de oferecer um atendimento personalizado para todos os associados. Para isso, investiu no relacionamento por meio dos canais digitais, a fim de oferecer um melhor suporte aos associados. Segundo uma pesquisa realizada pela Sercom, 64% das pessoas preferem ser atendidas nos canais digitais das empresas (WhatsApp/Telegram (28%), chat (28%) e redes sociais (8%) em vez do atendimento tradicional (email, telefone)



Antes do começo da pandemia do coronavírus, a cooperativa já estava implementando o atendimento digital. O processo foi acelerado e aperfeiçoado para levar aos associados todo atendimento humanizado, serviços e produtos com excelência e segurança.

O Sicoob DFMil buscou diminuir as barreiras de forma dinâmica e personalizada. Para isso, foi feita uma análise da jornada do cliente, identificação dos itens que precisavam ser aprimorados, além de fornecer os equipamentos e a instrução para os colaboradores.

Por meio da transparência, os colaboradores estabelecem um bom diálogo com o associado, agregando real valor à experiência dele. Para garantir que esse contato seja realmente relevante, os profissionais são treinados para resolver o problema do cooperado com gentileza, tranquilidade e empatia.

O Sicoob DFMil visa ter o melhor e mais eficiente atendimento para os integrantes da Segurança Pública do Distrito Federal, síndicos e administradoras de condomínio. Entre em contato com o atendimento e saiba mais: (61) 99606-0386.

  Evento acontece entre os dias 12 e 14 de maio, em Carambeí (PR)

Após duas edições adiadas devido à pandemia de covid-19, a tradicional ExpoFrísia chega à 15ª edição, reunindo produtores de leite, agricultores, suinocultores e demais agropecuaristas da região, com palestras e trocas de experiências. A feira agropecuária é realizada anualmente pela Frísia Cooperativa Agroindustrial. O evento é gratuito, e acontece entre os dias 12 e 14 de maio, no Parque de Exposições Frísia, em Carambeí (PR).

Evento reúne produtores de leite, agricultores,
suinocultores e demais agropecuaristas da região.

Créditos: divulgação

A Unium, marca institucional das cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal, que atua em segmentos do agronegócio, como leite, carne suína e trigo, conta com um estande na feira para atendimento aos cooperados e demais visitantes. Além disso, a marca promove a apresentação do Guia de Qualidade da Farinha, um manual completo para produtores de trigo. A publicação é uma iniciativa da Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo), que atua em parceria com a Biotrigo Genética. O foco é a qualidade do trigo, abordando o tema sob o aspecto da segurança de alimentos, orientando os produtores quanto às boas práticas agrícolas e ao uso de defensivos agrícolas. A apresentação será no dia 12 de maio, às 15h.

Copa dos Apresentadores

Ainda no evento, será realizada a Copa dos Apresentadores, que também conta como patrocinadora a Unium, que surgiu com o intuito de fortalecer a intercooperação e despertar o desejo e a curiosidade e a curiosidade pela pecuária de leite. Cada cooperativa tem um Clube de Bezerras, nos quais participam crianças de 8 a 14 anos, que acompanham os animais desde o nascimento. A Copa surgiu para dar continuidade a esses trabalhos. Ou seja, depois que a criança não pode mais fazer parte do clube, ela participa da Copa.

Na apresentação, o jurado avalia o expositor e a bezerra; como ela prepara o animal, como se posiciona, o posicionamento das pernas, dos aprumos e do lombo. O relacionamento do jovem com a bezerra e se o animal foi amansado corretamente também contam pontos. 

A Copa é dividida em três etapas: a primeira, na ExpoFrísia, no dia 14 de maio. A segunda, na Expoleite, em Arapoti, no mês de julho. E a última etapa na Castro Leite, no mês de agosto, em Castro. 

Serviço:

15.ª ExpoFrísia

Data: 12 a 14 de maio de 2022

Horário:  Dia 12, das 17h às 20h30. Dia 13, das 9h às 19h. Dia 14, das 9h às 18h

Local: Parque de Exposições Frísia (anexo ao Parque Histórico de Carambeí) - Avenida dos Pioneiros, 4.050. Carambeí (PR)

Entrada gratuita. Inscrição: expofrisia.com.br/ 

Sobre a Unium

Marca institucional das indústrias das cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal, a Unium representa os projetos nos quais as cooperativas paranaenses atuam em parceria. Todas as marcas são reconhecidas pela excelência de seus produtos. Entre elas estão: Alegra (carne suína), Colaso, Colônia Holandesa e Naturale (lácteos) e Herança Holandesa (farinha de trigo). Todas as indústrias da Unium cumprem elevados padrões de exigência e são certificadas pelas principais instituições nacionais e internacionais de controle de qualidade. 

 


                                                                                                                   internet


Câncer de ovário: importância no diagnóstico e no tratamento

 

Silenciosa em estágio inicial, é a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Diagnóstico precoce ajuda no sucesso do tratamento

 

Considerada por especialistas como uma doença traiçoeira, já que é grave e não apresenta sintomas em estágio inicial, o câncer de ovário, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), é a segunda neoplasia ginecológica mais comum, atrás apenas do câncer de colo uterino. Ela também é a mais letal. Não à toa, uma data especial foi criada para conscientizar a população sobre essa doença. Oito de maio é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Ovário. Vale o alerta para a importância de exames preventivos para o rastreamento do tumor e o diagnóstico precoce.

 

Os ovários são duas glândulas do sistema reprodutor feminino, situadas uma em cada lado do útero, responsáveis pela produção dos hormônios sexuais femininos (progesterona e estrogênio) e produção e armazenamento dos óvulos. De acordo com a médica oncologista Fernanda Guedes, do Centro de Oncologia do Hospital Brasília/Dasa, em todo o mundo cerca de 295 mil mulheres são diagnosticadas com câncer de ovário a cada ano. Segundo ela, entre os tumores ginecológicos é o que causa o maior número de mortes.

 

Cerca de 25% dos tumores de ovário ocorrem devido a mutações hereditárias. Mutações em BRCA1 e BRCA2 são as mais frequentemente encontradas. “Pela alta prevalência, toda paciente com diagnóstico de carcinoma epitelial de ovário deve receber aconselhamento genético e realizar testagem genética para mutações em BRCA”, destaca a oncologista Fernanda Guedes.

 

Segundo a especialista, os sintomas costumam aparecer em estágios mais avançados da doença, por isso a necessidade de consultar o médico regularmente. “Quando eles se manifestam, os mais característicos são: dor abdominal, aumento do volume abdominal, constipação, alteração da função digestiva e massa abdominal palpável”, explica. 

 

Principais fatores de risco:

*Idade:*a maioria se desenvolve após a menopausa. Cinquenta por cento dos casos são diagnosticados em mulheres acima dos 63 anos.

Histórico reprodutivo: mulheres que tiveram filhos após os 35 anos, que fazem uso de reposição hormonal após a menopausa.

Histórico familiar:  câncer de mama, ovário e colorretal.

Síndromes genéticas: doença de Cowden, Síndrome de Lynch, BRCA 1 e BRCA 2, síndrome de Peutz-Jeghers e polipose associada ao MUTYH.

Obesidade.

 

Exames de Imagem

Quando há suspeita clínica de câncer de ovário, há três exames de imagem que podem ser utilizados: ultrassonografia, ressonância magnética e a tomografia computadorizada. A médica radiologista Mayra Veloso, do Exame Medicina Diagnóstica/Dasa, explica cada um deles. Confira:

 

Ultrassonografia: Método sem radiação. Na sua forma de avaliação transvaginal, permite identificar muito bem o útero e os ovários, com possibilidade de reconhecer lesões suspeitas nas glândulas. Segundo a médica, para entender se as lesões são suspeitas, são utilizadas várias classificações mundiais, como as idealizadas pelo Colégio Americano de Radiologia, entre outras que ajudam a compreender se a lesão cística ou sólida no ovário tem chances de ser maligna. “Conseguimos, assim, colocar essa lesão em uma estratificação de risco que permite ao cirurgião ou oncologista tomar a decisão terapêutica mais acertada sobre o tipo de tratamento a ser proposto”, esclarece a médica. O ultrassom também permite identificar outras complicações, mas não tão bem como a ressonância magnética e a tomografia computadorizada.

 

Ressonância Magnética: Segundo exame feito no contexto de diagnóstico de câncer de ovário.  Também livre de radiação, permite perceber alterações muito discretas das glândulas. Essas alterações também recebem uma classificação de risco, sugerida pelo Colégio Americano de Radiologia, para auxiliar o cirurgião e o oncologista na melhor estratégia terapêutica caso a caso. “A ressonância magnética tem um valor agregado em relação à ultrassonografia, no sentido de permitir a caracterização de outras estruturas pélvicas, bem como do abdome superior, melhor do que a ultrassonografia. Se existe um risco de disseminação da doença para outros órgãos, a gente consegue perceber isso de forma muito mais assertiva”, explica a radiologista.

 

Tomografia Computadorizada: Exame utilizado em casos que já se tem a confirmação de câncer de ovário. Com esse método, é possível reavaliar a extensão da doença. “A tomografia computadorizada do abdome, assim como a ressonância, permite a avaliação de toda a cavidade abdominal, em busca de alterações mais discretas que são relacionadas à disseminação da doença para outros órgãos, além do ovário”, informa a especialista. Segundo ela, para isso, há uma preferência pela ressonância magnética, mas, em muitos cenários, inclusive onde a ressonância magnética não é tão disponível, se opta pela tomografia, sem grandes prejuízos. “A ressonância é preferível, inclusive pela ausência de radiação ionizante, mas a tomografia também é perfeitamente capaz de fazer esses diagnósticos”, destaca. Outro exame que também é possível realizar é a tomografia do tórax, para analisar se existem riscos de disseminação da doença do ovário para estruturas torácicas, inclusive para uma região mais central do tórax, chamado mediastino, ou se existem outras doenças concomitantes que possam afetar o prognóstico do câncer de ovário, como, por exemplo, o enfisema pulmonar.

 

Tratamento

O câncer de ovário pode ser tratado por meio de quimioterapia e/ou cirurgia. O procedimento que deverá ser adotado dependerá do tipo histológico do tumor, estágio da doença, idade da paciente e condições clínicas. Para isso, é essencial a realização de exames que ajudarão a definir o melhor tratamento, junto ao médico responsável.

 


A Festa do Divino, como é popularmente conhecida, é originária de Portugal no séc. XIV. O festejo se espalhou por diversas colônias portuguesas, inclusive o Brasil. E em Luziânia, por exemplo, é comum as pessoas se mobilizarem nesta época do ano para confeccionarem as famosas bandeiras e prepararem os altares em vários comércios e órgãos públicos para receberem o estandarte da festa.  O evento de Luziânia é bicentenário e atrai centenas de pessoas durante os nove dias de comemoração



O município de Luziânia tem um povo de cultura muito forte ornamentada com várias tradições. A festa do Divino Espírito Santo, por exemplo, é uma delas. A festividade acontece 50 dias após a páscoa e tem o objetivo de reavivar a fé pelo Espírito Santo no coração dos luzianienses. Novenas, missas, leilões e barracas com comidas típicas abrilhantaram a festa (não aconteceu barracas em 2020 e 2021 em função da pandemia) . Durante 10 dias de demonstração de fé, os festeiros também arrecadam benefícios para as paróquias, tudo muito bem organizado pelos padres católicos. Os festeiros são sorteados a cada ano para comandar a organização em louvor ao Espírito Santo. O ponto alto é a folia de rua, feriado municipal, que voltará a acontecer em 2022.

História
O culto do Espírito Santo, de acordo com o historiador português Moisés do Espírito Santo, tem origem na antiguidade. Entre os israelitas, a Festa de Pentecostes era celebrada cinqüenta dias (sete semanas) depois da Páscoa, sendo uma das quatro festas importantes do calendário judaico: Páscoa, Omar, Pentecostes e Colheitas.Ela era conhecida, ainda, com nomes diferentes: das Ceifas, das Semanas, do Dom da Lei, e outros, tendo sido, primitivamente, uma festa agrária dos cananeus.

Entre os hebreus, o termo shabuoth faz referência à festa que começa cinqüenta dias depois da Páscoa e marca o fim da colheita do trigo. "A Festa do Divino é um eco das remotas festividades das colheitas". Já o culto ao Espírito Santo, sob a forma de festividade, no sentido que iria adquirir mais tarde, se cristaliza no início da Baixa Idade Média, na Itália, com um contemporâneo de São Francisco de Assis, o abade Joachim de Fiori (morto em 1202), que ensinava que a última fase da história seria a do Espírito Santo. Suas idéias chegaram a Alemanha e espalharam-se pela Europa. Em Portugal, no séc. XIV, a festa do Divino já se encontrava incorporada à Igreja, como festividade religiosa. A responsável por essa institucionalização da festa em solo português foi a rainha D. Isabel, esposa do Rei D. Diniz (1.279 – 1.325), canonizada como Santa Isabel de Portugal, que mandou construir a Igreja do Espírito Santo, em Alenquer. Em solo português, ela seria fortemente marcada por influências de tradições judaicas, muitas das quais chegaram até nós.

Com o início da colonização, ela foi introduzida no Brasil, provavelmente desde o século XVII. A figura do Imperador do Divino – criança ou adulto – era o escolhido para presidir a festa. Aqui ela sempre foi uma festa de caráter popular, não figurando entre as quatro festas oficiais celebradas por ordem da Coroa, no período colonial. Mas seu prestígio no início do século XIX era tanto, que em 1822, segundo Luís da Câmara Cascudo, o ministro José Bonifácio escolheu para Pedro I o título de Imperador, em vez de Rei, porque era muito grande a popularidade do Imperador do Divino. Em certas cidades ou vilas do interior, o Imperador do Divino, com sua corte solene, dava audiência no Império, com as reverências privativas de um soberano.

A comemoração tem uma cultura muito forte nos estados de Goiás, Mato Grosso, Maranhão, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul. Apesar do passar do tempo a festa ainda mantém sua originalidade. Na maioria das cidades onde ocorre o festejo, ela virou patrimônio cultural.  

Luziânia
A tradicional Festa do Divino Espírito Santo, uma festa que mistura cultos e festejos, nos quais predomina a devoção religiosa, foi introduzida na região pelos bandeirantes e mineradores há mais de dois séculos. Ela acontece até hoje, cinquenta dias após a Páscoa, mantendo viva a tradição que faz parte da cultura e das manifestações religiosas do nosso município.

Dentre as manifestações religiosas da Festa do Divino, a Folia do Divino é marcadamente uma das mais profundas e ricas. Promovida por devotos e leigos religiosos, esta parte da festa movimenta centenas de pessoas. Folia de Rua, conta com a comissão religiosa que, em procissão, percorre diversas casas na folia urbana e fazendas na folia rural, oferecendo bênçãos, recolhendo esmolas e convocando o povo para a festa. Também tem a novena do Divino Espírito Santo, com missas, coral, queima de fogos, e repique de sinos.

O símbolo da Festa é a mandala de fogo com a pomba branca ao centro. A pomba significa o próprio Divino Espírito Santo e a mandala de fogo o momento em que o Espírito Santo desceu sobre os apóstolos, a Pentecostes. As cores da festa são o vermelho e branco, o vermelho representa o sangue de Jesus, o Espírito Santo, as labaredas de fogo. O branco representa a paz, o Altíssimo e a pomba que pousou sobre Jesus.

A origem remonta às celebrações religiosas realizadas em Portugal a partir do século XIV, nas quais a terceira pessoa da Santíssima Trindade era festejada com banquetes coletivos designados de Bodo aos Pobres com distribuição de comida e esmolas.Outra característica da festa é a presença do Imperador, que retrata, com toda sua simbologia, o Rei, a Rainha e a Côrte portuguesa. A cada ano, para cada festa, um novo Imperador é eleito por sorteio. Segundo a tradição, qualquer cidadão, sendo de qualquer idade ou classe social pode se candidatar a Imperador. A ele cabe a responsabilidade de promover e cuidar para que tudo se realize com ordem, incentivando, angariando fundos e mobilizando a população nos afazeres da festa.
 
A tradicional festa em louvor ao Divino Espírito Santo de Luziânia surgiu em 1753. O festejo, depois da semana santa, é a principal festa da cidade de Luziânia-Goiás. O evento é símbolo cultural e religioso da cidade.  A festa, em 2021, completa 268 anos de existência. A novena do Divino Espírito Santo dura nove dias, e acontece cinquenta dias depois da páscoa.

Após as celebrações das missas, tem o momento de confraternização da comunidade quando acontecem leilões de prendas, brinquedos para as crianças e venda de comidas típicas, como o tradicional pão de queijo frito. Segundo a organizadora Corina Maria de Lurdes, a festa reúne centenas de pessoas durante os nove dias de celebração. Em 2020 e 2021 a festa foi organizada no formato drive-thru, em função das medidas sanitárias para frear a disseminação da Covid-19.

Corina Maria de Lurdes está à frente da festa desde 1959. Segundo ela, a celebração é muito importante para a cidade, e se tornou um patrimônio cultural de Luziânia. Corina afirma que não é fácil manter a tradição. "Quando comecei era muito difícil. Eu trabalhava quase só, hoje em dia as coisas melhoraram. Tem bastante voluntários nos ajudando a manter a festa", diz a organizadora.

O maior significado da festa, além do grande valor cultural, é receber o Divino Espírito Santo e suas bênçãos, assim como os apóstolos de Cristo o receberam na festa de Pentecostes, distribuindo esmolas e alimentos.

Além das apresentações culturais com a presença da banda de fanfarra, leilões e cultos religiosos, a festa traz alguns pratos típicos que tornam a festividade ainda mais marcante. Dentre esses pratos podemos citar: caldos; pão de queijo frito; pastéis; canjicas de milho; curau e quentão.  

Tradição
A festa é marcada pelo costume familiar. Ela perpetua de geração para geração. As famílias tradicionais da cidade seguem os passos dos seus antepassados, não deixando a cultura da cidade acabar. Exemplo disso são os irmãos Marcos de Araújo Melo, empresário, 55 anos, e Márcia dos Reis Melo Roriz, 59, auxiliar de contabilidade. Ambos são herdeiros dos costumes do seu avô Benedito de Araújo Melo, e do pai Vasco do Rosário Araújo Melo. De acordo com eles, seu pai sempre participou da festa e que isso vem antes do seu bisavô. Eles falaram que no começo iam apenas para brincar, mas que com o passar do tempo foram tomando gosto pela festa.

Em 1999 o empresário começou a trabalhar na novena. Ele foi convidado para tomar conta do bingo. Até hoje Marcos trabalha em prol da comemoração. Para o devoto é um prazer seguir os passos de seu pai. "Aprendi tudo com meu pai. Nós temos uma devoção muito grande pelo Divino Espírito Santo, e tenho um amor muito grande por Luziânia. Não podemos deixar essa tradição morrer, essa festa é a cara da nossa cidade", conclui o empresário.

A folia de rua é o grande momento de toda a festa. Todos os anos a população se reúne no centro comunitário da cidade para um grande almoço gratuito. Logo em seguida os devotos e foliões saem em procissão fazendo o giro com a bandeira do Divino Espírito Santo de casa em casa.  No final da tarde, em frente à igreja matriz, tem o encontro das bandeiras simbolizando a união das famílias e a tradicional queima de fogos.

A folia de rua acontece na segunda sexta-feira do período de realização dos festejos. O giro pela cidade é tão tradicional e importante que através de um decreto o Prefeito determina feriado municipal neste dia para que a população acompanhe a folia pela cidade.

Através de um sorteio são escolhidos os cargos para Imperador, Imperatriz, Capitão do Mastro, Mordomo da Fogueira e Procuradores da Sorte. Os festeiros sorteados para os devidos cargos são responsáveis por ficar à frente de toda a preparação da festa e do encerramento com o giro da folia. Na última missa solene de encerramento da festa, no domingo, tem um novo sorteio para ver quem vão ser os festeiros do próximo ano.

Músicas Tradicionais
Confira algumas das músicas cantadas durante a Festa do Divino Espírito Santo de Luziânia

1- A Bandeira do Divino

Os devotos do Divino
Vão abrir sua morada
Pra bandeira do menino
Ser bem-vinda, ser louvada, ai, ai
Os devotos do Divino
Vão abrir sua morada
Pra bandeira do menino
Ser bem-vinda, ser louvada, ai, ai

Deus nos salve esse devoto
Pela esmola em vosso nome
Dando água a quem tem sede,
Dando pão a quem tem fome, ai, ai
Deus nos salve esse devoto
Pela esmola em vosso nome
Dando água a quem tem sede,
Dando pão a quem tem fome, ai, ai

A bandeira acredita
Que a semente seja tanta
Que essa mesa seja farta,
Que essa casa seja santa, ai, ai
A bandeira acredita
Que a semente seja tanta
Que essa mesa seja farta,
Que essa casa seja santa, ai, ai

Que o perdão seja sagrado
Que a fé seja infinita
Que o homem seja livre,
Que a justiça sobreviva, ai, ai
Que o perdão seja sagrado
Que a fé seja infinita
Que o homem seja livre,
Que a justiça sobreviva, ai, ai

Assim como os três reis magos
Que seguiram a estrela guia
A bandeira segue em frente
Atrás de melhores dias, ai, ai
Assim como os três reis magos
Que seguiram a estrela guia
A bandeira segue em frente
Atrás de melhores dias, ai, ai

No estandarte vai escrito
Que ele voltará de novo
Que o rei será bendito
Ele nascerá do povo, ai, ai
No estandarte vai escrito
Que ele voltará de novo
Que o rei será bendito
Ele nascerá do povo, ai, ai


2- Vem Espírito Santo, vem

Vem Espírito Santo, vem
Vem Espírito Santo, vem
Vem iluminar!

Nossos caminhos, vem iluminar
Nossas idéias, vem iluminar
Nossas angústias, vem iluminar

Vem Espírito Santo, vem
Vem Espírito Santo, vem
Vem iluminar!

Toda Igreja, vem iluminar
A nossa vida, vem iluminar
Nossas famílias, vem iluminar
Toda a Terra, vem iluminar

Vem Espírito Santo, vem
Vem Espírito Santo, vem
Vem iluminar!

Os servidores, vem iluminar
Nossos padres, vem iluminar
Comunidades, vem iluminar
Todo o povo, vem iluminar, vem iluminar

Vem Espírito Santo, vem
Vem Espírito Santo, vem
Vem iluminar!

Nossos pastores, vem iluminar
O nosso bispo, vem iluminar
Seu rebanho, vem iluminar

Vem Espírito Santo, vem
Vem Espírito Santo, vem
Vem iluminar!


3- Vem, Vem, Vem, Espírito Santo

Vem, vem, vem, Espírito Santo
Transforma a minha vida, quero renascer
Vem, vem, vem, Espírito Santo
Transforma a minha vida, quero renascer

Quero abandonar-me em seu amor
Encharcar-me em seus rios, Senhor
Derrubar as barreiras do meu coração

Quero abandonar-me em seu amor
Encharcar-me em seus rios, Senhor
Derrubar as barreiras do meu coração

Vem, vem, vem, Espírito Santo
Transforma a minha vida, quero renascer
Vem, vem, vem, Espírito Santo
Transforma a minha vida, quero renascer

Vem, vem, vem, Espírito Santo
Transforma a minha vida, quero renascer
Vem, vem, vem, Espírito Santo
Transforma a minha vida, quero renascer

Quero abandonar-me em seu amor
Encharcar-me em seus rios, Senhor
Derrubar as barreiras do meu coração

Quero abandonar-me em seu amor
Encharcar-me em seus rios, Senhor
Derrubar as barreiras do meu coração

Vem, vem, vem, Espírito Santo
Transforma a minha vida, quero renascer
Vem, vem, vem, Espírito Santo
Transforma a minha vida, quero renascer  

4- A Nós Descei Divina Luz

A nós descei, Divina Luz!
A nós descei, Divina Luz!
Em nossas almas acendei
O amor, o amor de Jesus!
Em nossas almas acendei
O amor, o amor de Jesus!

Vinde, Santo Espírito, e do céu mandai
Luminoso raio, luminoso raio!
Vinde, Pai dos pobres, doador dos dons
Luz dos corações, luz dos corações!
Grande defensor, em nós habitai
E nos confortai, e nos confortai!
Na fadiga, pouso; no ardor, brandura
E na dor, ternura, e na dor, ternura!

Ó Luz venturosa, divinais clarões
Encham os corações, encham os corações!
Sem um tal poder, em qualquer vivente
Nada há de inocente, nada há de inocente!
Lavai o impuro e regai o seco
Sarai o enfermo, sarai o enfermo!
Dobrai a dureza, aquecei o frio
Livrai do desvio, livrai do desvio!

Aos fiéis que oram, com vibrantes sons
Dai os sete dons, dai os sete dons!
Dai virtude e prêmio, e no fim dos dias
Eterna alegria, eterna alegria!
Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia!
Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia!

Começo respondendo de forma positiva à provocação acima. Digo provocação, pois vivemos um cenário de incertezas. Mas no momento, tenho vários dados que embasam meu otimismo. Mesmo diante dos impactos da guerra na Ucrânia, com um ímpeto inflacionário e pressões sobre a taxa Selic, aposto na retomada da economia do DF


José Aparecido Freire

Pesquisa do Instituto Fecomércio, por exemplo, prevê um aumento de 18,08% nas vendas da Páscoa, em comparação a 2021. O valor do ticket médio também registra alta. A previsão é gastar em torno de R$150,00 contra R$100,00 do ano passado. 43% dos lojistas esperam vendas melhores neste 2022. Mas as condições para vendas em patamares altos e sustentáveis dependem de ações que extrapolam datas festivas.

Na Fecomércio, adoto gestão transparente, na parceria com os presidentes dos 28 sindicatos do Sistema. Eles ajudaram a desenhar, por exemplo, o programa Avança DF, lançado pelo BRB, em parceria com o Sistema Fecomércio. As empresas terão taxas a partir de 8% ao ano, mais TR e taxas para capital de giro e investimento a partir de 0.51% ao mês, mais CDI.

Destaco ainda o resgate da própria credibilidade do Sistema. Após 20 anos em situação irregular, o Instituto Fecomércio saiu do Cadin, o cadastro de inadimplentes. Com isso, retomou as pesquisas empresariais e inseriu mais de 4,5 mil estudantes no mercado. O Programa Senac de Gratuidade destinou 28 mil vagas em diversos cursos. No Sesc foram 235 mil pessoas em eventos culturais e 17 mil alunos em atividades esportivas. O projeto Fecomércio Perto de Você Já atendeu mais de 14 mil pessoas e este ano ainda terá mais 8 edições no DF.

Para continuar superando metas, vamos nos aproximar cada vez mais da comunidade, investir na educação e formação profissional, e ser mais proativos junto ao GDF e à Câmara Legislativa. Para que resultados como a aprovação do pacote de medidas que beneficiou o setor produtivo no momento mais crítico da nossa história sejam cada vez mais rotineiros e concretos. E justifiquem, insisto, meu tom otimista. Vamos em frente!

*José Aparecido Freire é o presidente do Sistema Fecomércio DF.


O Akatu acaba de conquistar mais uma vitória na carreira. A banda, formada em Minas Gerais por Angelo (reco e voz), Caique (tantan e voz), Lucas (pandeiro), Lukas Gabriel (voz) e Beg (voz), está em 1º lugar do Connectmix no segmento de samba e pagode com a música Complicado. A canção, que faz parte do mais recente trabalho, Degrauzinho por Degrauzinho, já tem quase três milhões de views no YouTube.  

Para Lukas Gabriel, estar entre os artistas mais tocados do Brasil no segmento de samba e pagode é emocionante. "Ainda estamos buscando palavras certas para comentar o que todos nós estamos sentindo nesse momento. Dividir e compartilhar esse sucesso com os fãs é, sem sombra de dúvidas, uma das coisas mais fantásticas que já realizamos em nossas vidas, pois tudo veio com muita batalha. É muito gratificante quando percebemos que tantos fãs têm abraçado as nossas músicas, principalmente as do nosso mais novo trabalho. O envolvimento de todos da banda nesse trabalho foi gigante e ver que estamos sendo tão bem recebidos e com tanto carinho em todo o país é uma grande emoção", comemora.

Segundo o vocalista, essa conquista é o resultado da dedicação de todos os integrantes do Akatu. "A colaboração de todo o grupo nesse trabalho aconteceu de uma forma muito forte, pois foram dias e noites preparando e se dedicando ao máximo para trazer um resultado excepcional.  Ver o nosso nome do topo desta lista é indescritível e esse é um momento importante para nossa carreira, que ficará marcado em nossas memórias. Gratidão a todos que fazem parte de tudo isso", conclui.

Confira o clipe da canção Complicado: https://youtu.be/8ynQHhRrad0

Grupo Akatu

Criado em 2015, o Akatu é hoje uma das maiores revelações do samba e pagode nacional. Formado por Angelo (reco e voz), Caique (tantan e voz), Lucas (pandeiro e voz), Lukas Gabriel (voz) e BEG (voz), hoje é uma banda em ascensão, que a cada dia ganha mais espaço no cenário musical e tem conquistado público nos quatro cantos do país.

Semente boa e mundo melhor: essas são as traduções do nome de origem Tupi, que hoje ecoa entre o público. O show é uma mistura de canções autorais, que já estão na ponta da língua do público que acompanha a banda, e hits do samba e pagode, embalados pelo jeito irreverente e animado que os músicos conduzem a apresentação em cima do palco. E desde o início da carreira, além de animar os shows, o Akatu sempre esteve focado nas produções de registros audiovisuais. Em 2017, lançou o CD "Meu Momento" e no ano seguinte o DVD "Vamo Cantar". Já em 2020, foram três trabalhos: "Ensaio Akatu", "Akatu Relax", "Luau Akatu", e "Encontro de Gerações", gravado com o Revelação.

Em janeiro de 2021, gravou o DVD Degrauzinho por Degrauzinho, ao vivo em Belo Horizonte, que contou com uma megaprodução, palco repleto de efeitos especiais e telões de led. O trabalho teve Belo, Suel, Ferrugem, Menos é Mais, Di Propósito e Matheus Fernandes como participações especiais.



Livre de vírus. www.avast.com.

 

Pesquisadores concluíram que ônibus e hospitais públicos são os piores avaliados pela população

O serviço público é caracterizado pelo trabalho prestado pelo governo às pessoas que vivem dentro de sua jurisdição. E com a finalidade de analisar a qualidade desses postos, o grupo ObservaDF, que é vinculado ao Instituto de Ciência Política da Universidade de Brasília, realizou um novo estudo com uma amostra da população do Distrito Federal, que avaliou os serviços públicos da capital. 

Em vários momentos da nossa vida temos contato com os servidores públicos que trabalham diretamente na implementação das políticas públicas. Portanto, a fim de ter uma ideia sobre como o Estado funciona, é preciso de avaliações da população sobre a qualidade dos serviços públicos e saber qual é a cara do Estado que as pessoas veem. 

A começar pela saúde pública, o grupo analisou tanto as organizações, como Unidades Básicas de Saúde e hospitais públicos, quanto os profissionais que nestes trabalham. A avaliação dos servidores públicos – pessoas – são sempre mais positivas do que das organizações. A insatisfação quanto às UBS e principalmente hospitais é nítida, pois a maioria da população avalia negativamente essas organizações. 

Já na área de educação, as avaliações positivas são sempre superiores às negativas. Escolas, creches, professores e diretores são todos igualmente bem avaliados. É interessante destacar que as comparações entre a atuação de diretores e professores nas atividades remotas e presenciais são bastante parecidas, mas sempre mais positivas no presencial. 

O tema abordado na pesquisa é o da mobilidade urbana. As avaliações dos ônibus são extremamente ruins, sendo que 52,8% da população os classifica como ruins - 33% desses consideram como péssimos.

Por último e não menos importante, o estudo demonstrou que existe clara diferença entre homens e mulheres nas suas percepções sobre segurança pública. As mulheres se sentem mais inseguras e têm mais medo ao andar nas ruas do que os homens entrevistados. Elas se declaram mais preocupadas em andar na rua ou no transporte público, temendo violência e roubo. 

O estudo na íntegra já está disponível no site do ObservaDF. 


ObservaDF

Siga no Instagram: @observadf

Site: www.observadf.org.br

 


Atrações de peso da capital federal trazem repertório com sucessos para todos os gostos 

A semana já começou e, para quem busca diversão e muita música boa, o Fora do Eixo oferece tudo isso e mais um pouco. A casa conta com uma programação especial para curtir a semana inteira, de terça a domingo. A variedade de estilos vai da MPB ao axé, para agradar todos os públicos.

No Complexo Fora do Eixo, no SAAN, as atrações começam a partir desta terça (10). O dia vai ter forró comandado pelo Trio Balançado e uma mistura de ritmos da banda Balalaica e DJ Caddah. Gabriel Corrêa, Grupo Simples Tok e Thiago May se apresentam na noite de quarta (11). Já a quinta (12) terá a celebração de um ano da famosa “Quinta Marcha”. As atrações são MC Gabzin, DJ Gustavo Oliveira, Caio Hot, Sidharta, Manu Funny e Kaca.

A sexta (13) será com os shows de Raffa, Caio Hot, DJ A, Disstinto, Kaca e K2. Já no primeiro dia do fim de semana, quem sobe ao palco para animar o sábado (14) é a Doze por Oito, DJ A, Pepe, Klap, Du Moreira e Thiago May. E pra finalizar, o domingo (15) terá o agito de Nossa Galera, Danilo Lira e Kaca. 

No Bar Fora do Eixo, no Sudoeste, a programação tem início na quarta (11), a partir das 19h. Priscila Bastos chega com o melhor da MPB e do sertanejo. Já a quinta (12),  o “Esquenta da Quinta Marcha” começa às 19h com Pepe. Na sexta (13), PH chega com os hits do pagode.

No sábado (14), as apresentações começam às 13h30. JOL JOL é quem comanda o som. E para embalar a tarde, o cliente ainda pode degustar aquela feijoada saborosa que só o Fora do Eixo oferece. Às 19h, é a vez do Grupo Moleque chegar com o pagode diferenciado de Brasília. Finalizando a programação, o grupo Na Gandaia é a atração de domingo, a partir das 17h. 


Confira a programação completa: 

Complexo Fora do Eixo - SAAN

Terça (10/05): Balalaica, Trio Balançado, DJ Caddah

Quarta (11/05): Gabriel Corrêa, Grupo Simples Tok, Thiago May 

Quinta (12/05) - Edição de 1 ano da “Quinta Marcha”, com MC Gabzin, DJ Gustavo Oliveira,Senx Gang, Caio Hot, Sidharta, Manu Funny e Kaca 

Sexta (13/05) - “Freaky Friday”, com Raffa, Caio Hot, DJ A, Disstinto, Kaca e K2  

Sábado (14/05): Doze por Oito, DJ A, Pepe, Klap, Du Moreira e Thiago May 

Domingo (15/05): Nossa Galera, Danilo Lira e Kaca 


Bar Fora do Eixo - Sudoeste

Quarta (11/05) : Priscila Bastos

Quinta (12/05): Esquenta Quinta Marcha com PEPE

Sexta (13/05): Pagode do PH

Sábado (14/05): às 13h30, JOL JOL e Banda; às 19h, Grupo Moleque

Domingo (15/05): Grupo Na Gandaia


Complexo Fora do Eixo

Endereço: SAAN, Quadra 1 Horário de funcionamento: Terça, a partir das 19h; Quarta a Sábado, a partir das 20h; Domingo, a partir das 17h. 

Instagram: @complexoforadoeixo

 

Fora do Eixo - Sudoeste

Endereço: CLSW 105, Loja 122, Sudoeste

Horário de funcionamento: Quarta e quinta, das 16h às 2h; Sexta, de 15h às 2h; Sábado, das 12h às 2h; Domingo, de 15h às 00h. 

Instagram: @foradoeixosudoeste

 :


 

A entidade oferece opções de cursos com aulas presenciais e on-line
Créditos: Lening Abdala


Somente para maio estão previstos 19 cursos rápidos em diferentes áreas e com aulas presenciais voltadas ao público em geral com idade superior a 14 anos 

O Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná (CIEE/PR) oferece uma série de cursos para quem deseja se qualificar e atualizar o conhecimento com foco no mundo do trabalho. Somente para o mês de maio, a entidade está com 19 opções de cursos, como: LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais - Básico 1; Qualidade no Atendimento ao Público; Cerimonial e Eventos; Auxiliar Administrativo Financeiro/Contábil e Educação Financeira, entre outros.

Alguns cursos terão aulas presenciais no Espaço de Capacitação e Cidadania do CIEE/PR, em Curitiba (PR). Outras modalidades são oferecidas em parceria com a Fundação de Ação Social (FAS) em aulas nos Liceus de Ofício, Ruas da Cidadania e CRAS, na capital paranaense. 

Os Cursos Livres são realizados pelo CIEE/PR durante todo o ano com o objetivo de estimular o desenvolvimento pessoal e profissional dos participantes. Qualquer pessoa com idade acima de 14 anos pode participar, e todos oferecem certificação. As inscrições devem ser feitas via Portal do Estudante, no site do CIEE/PR (www.cieepr.org.br), na aba “Cursos Livres”. Mais informações também podem ser solicitadas pelo telefone (41) 3313-4300 (Curitiba e Região Metropolitana), ou pelo 0800 300 4300 (outras cidades do estado).

“São diferentes opções de cursos presenciais ou a distância a cada mês. É importante que o interessado entre no site do CIEE/PR para ficar atualizado das oportunidades oferecidas. A qualificação é um diferencial importante para quem busca novas ou melhores oportunidades no mundo do trabalho”, comenta a  gerente da Divisão de Capacitação e Cidadania do CIEE/PR, Simone Paulin.

 

 Sobre o CIEE/PR

Há mais de 54 anos, o Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná (CIEE/PR) atua para promover a integração dos jovens ao mercado de trabalho. Por meio de programas de estágios e aprendizagem, cursos de capacitação e cidadania e programas sociais, a instituição contribui para o desenvolvimento econômico e social do Estado. Com 39 unidades operacionais distribuídas em todas as regiões do Paraná, o CIEE/PR atende todo o Estado do Paraná, com uma média mensal de 25 mil estagiários e 5,5 mil aprendizes. Já recebeu cerca de 30 títulos de Utilidade Pública Municipal. Possui dezenas de registros nos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente e também nos Conselhos Municipais de Assistência Social, condição essencial para cumprir o propósito de trabalhar para fortalecer o desenvolvimento humano e social. Ao longo de mais de 54 anos de atuação, o CIEE/PR contribuiu para a inserção e aperfeiçoamento técnico e profissional de mais de 1,5 milhão de estagiários, bem como a iniciação profissional de milhares de aprendizes junto com entidades e empresas parceiras.

 Show de lançamento conta com Vitin, vocalista da banda Onze20


Não é atoa que Brasília tem se destacado por seus grandiosos eventos culturais. E para não ficar de fora, o cantor brasiliense Marvyn embarcou na onda da retomada das festas e estreia, no dia 12 de maio, seu novo projeto: "Marvyn Convida”. Na primeira apresentação, o cantor vai dividir o palco da Shed Club com Vitin, vocalista da banda Onze20. 

A proposta do Marvyn Convida é de fazer shows quinzenalmente, todos na Shed Club, com cantores do Brasil todo.O artista não esconde as emoções em ver o projeto finalmente sair do papel. “É a realização de um grande passo para a minha carreira. Poder trazer tantos nomes da música brasileira para Brasília e poder proporcionar essa diversidade cultural e muita alegria é o que estava faltando", explica.

Na programação, o cantor trará muita brasilidade, sempre passeando pelos ritmos como costuma fazer nas noites da capital, além do seu repertório autoral. Já Vitin é conhecido por cantar sucessos como: “Meu Lugar”, “Não Vai Voltar”, “Sou Teu Fã” feat Bruno Martini e Dennis DJ entre outros sucessos.

Os nomes serão anunciados nas páginas das mídias sociais do cantor Marvyn (@marvynoficial). Os ingressos do primeiro "Marvyn Convida" já estão disponíveis no Sympla.

Sobre Marvyn




Carioca de nascença e brasiliense de coração, Marvyn é um dos nomes atuais mais importantes da cena musical da cidade. Com 14 anos de carreira, o cantor faz sucesso pela originalidade e sensibilidade das suas canções, além de voz e presença marcante. 

Seu som mistura ritmos bem brasileiros como samba e samba-rock com toques de R&B e neo-soul. Sua trajetória inclui a participação em musicais de sucesso como “Across The Universe”, no qual interpretava clássicos dos Beatles, além de participar de importantes festas e festivais da cidade, como COMA, Funn Festival e Na Praia.

Marvyn Convida

Quando: 12 de maio

Local: Shed Club Brasília - SCES Trecho 02 Cj. 26/27, Lotes 02A e 02B - Brasília

Horário: 20h

Instagram do cantor: @marvynoficial

Ingressos: https://www.sympla.com.br/evento/marvyn-convida-vitin-onze20/1550867



Após um final de semana inesquecível, com shows animados e presenças mais que especiais de grandes influenciadores digitais, o Festival Sertanejo chega ao seu segundo e último dia. A estrutura do evento continua montada na Esplanada do Mineirão (Av. Antônio Abrahão Caram, 1001 – São José, Belo Horizonte – MG) para receber neste sábado, 14 de maio, a partir das 14h, Henrique & Juliano, João Gomes, Zé Felipe, Alok, Israel & Rodolffo, Vitinho Imperador, Boris Furman, Bruna Lipiani e DJ DH. Os últimos ingressos estão disponíveis em www.nenety.com.br.

A festa começou pontualmente às 14h no último sábado e a grande surpresa foi a presença dos influenciadores digitais e ex-BBBs, Viih Tube, Eliezer e Victor Hugo, além da criadora de conteúdo mineira Camila Loures e outros influencers, que foram prestigiar o festival em um camarote em cima do palco. Douglas & Vinícius, Gabi Martins, Diego & Victor Hugo, Dennis, Zé Neto & Cristiano, Murilo Huff e Os Barões da Pisadinha foram as atrações responsáveis por agitar o primeiro dia de festa.

Saiba mais sobre as atrações do segundo dia de Festival Sertanejo:

Henrique & Juliano

A dupla sertaneja iniciou sua carreira em 2008 e, hoje, com diversos álbuns e singles emplacados, são um dos nomes mais fortes do cenário sertanejo nacional. Ricelly Henrique Tavares Reis e Edson Alves dos Reis Junior, conhecidos como Henrique e Juliano, nasceram na cidade de Palmeirópolis, no interior do estado do Tocantins e possuem uma trajetória longa pela busca do sonho de viver da música.

Henrique e Juliano cresceram com essa forte influência, ouvindo desde cedo diversos nomes que marcaram a música sertaneja, como a dupla João Paulo e Daniel, uma das principais inspirações dos artistas. Embora sejam jovens, eles já possuem bastante experiência nessa longa estrada da vida.  Ainda crianças, se apresentavam em rádios e faziam shows no município em que nasceram e, em muitas dessas aparições, a dupla dublava e interpretava as canções da banda Mamonas Assassinas, de quem eram muito fãs.

No ensino médio, a dupla teve a grande sorte de ter o caminho cruzado com a dupla sertaneja Maykel e Marcel, que, mesmo novinhos, já tinham uma grande bagagem profissional e experiências na música sertaneja para compartilharem com Henrique e Juliano. Dos shows em apresentações escolares e nos churrascos com amigos, a dupla saltou para participações em festivais de músicas, ganhando premiações.

Hoje, os responsáveis pelos hits Arranhão, Recaídas, Não Tô Valendo Nada, Na Hora da Raiva e vários outros sucessos estão trabalhando no mais recente trabalho: um DVD intitulado como Manifesto Musical, em que se pronunciaram sobre as dificuldades da classe artística durante esse período de isolamento.

João Gomes

Sucesso desde meados de junho do ano passado, o cantor se consolidou como uma das sensações do piseiro, gênero musical em ascensão no país no ano de 2021. Em julho do mesmo ano, ele chegou a ser o único brasileiro a marcar presença no Top 50 Global do Spotify com o sucesso do hit Meu Pedaço de Pecado e lançou seu primeiro DVD, intitulado Eu Tenho a Senha, com participações especiais como Tarcísio do Acordeon e Vitor Fernandes.

Nascido em Serrita, no interior do Pernambuco, João Gomes chama atenção pelo timbre grave e marcante tão jovem. Aos 19 anos, ele carrega a cultura da vaquejada em seu DNA artístico e leva o piseiro para os ouvidos mais diversos do Brasil após ter viralizado nas redes sociais.

Mas foi ainda em 2019, quando João era aluno de agropecuária no Instituto Federal da Zona Rural de Petrolina, que ele passou a viver da música. O cantor se juntou a alguns amigos para se apresentar em uma reunião da turma e passou a participar de outros eventos. A partir daí, João começou a investir em produções de vídeos no Instagram e outras redes para divulgar seu trabalho e não demorou muito para começar a ganhar espaço.

Zé Felipe

Sucesso estourado nas rádios e nas mídias sociais, o cantor Zé Felipe começou a se apaixonar pela música ainda criança. Por gostar muito de escutar seu avô Avelino tocar viola, acabou também sendo influenciado pelas músicas de Leandro & Leonardo e se entregou ao sertanejo. Em 2009 aprendeu com seu pai, Leonardo, os primeiros acordes no violão se apresentando pela primeira vez em público, em uma festa na casa de amigos. Em dezembro de 2013, participou do DVD Leonardo - 30 Anos, ficando cada vez mais conhecido. Em 2014, assinou contrato com a gravadora Sony Music e logo estreou a sua carreira lançando o álbum intitulado Você e Eu. Hoje é um dos destaques no Spotify e o hit Toma Toma Vapo Vapo, em parceria com MC Danny, já tem mais de 40 milhões de streams na plataforma.

Alok

Criado numa família onde seus pais (Swarup e Ekanta) e o irmão gêmeo (Bhaskar) são artistas da cena eletrônica, seu universo têm girado em torno da música desde os 10 anos de idade. O início precoce, ao lado do seu irmão com o projeto "Lógica", o tornou um produtor pró-ativo e atualmente, em carreira solo, totaliza mais de uma década de trabalho. Recém classificado como o 4º maior DJ do mundo, pelo ranking da revista britânica DJ Mag, hoje ele é um dos artistas brasileiros mais ouvidos em todo mundo no Spotify.

 

Israel & Rodolffo

Sucesso nas rádios e nas redes sociais, a dupla Israel & Rodolffo vem colhendo os frutos do bom trabalho na música brasileira, mas tudo começou de verdade na década de 1990, em um estúdio na cidade de Goiânia, onde seus pais trabalhavam. Ambos faziam gravação de jingles políticos e descobriram que tinham algo em comum, gostavam de cantar e tinham filhos pequenos já ensaiando soltar a voz. O tempo passou, até que um dia as crianças "Israel & Rodolffo" se encontraram de fato. Aos 11 anos de idade gravaram um CD demonstrativo e em 2008 lançaram um álbum com repertorio inédito de 15 faixas.

No entanto, as portas só começaram a abrir em 2016, quando a dupla entrou para o casting de um dos maiores escritórios de gerenciamento artístico do Brasil.  A partir daí, os donos do hit Batom de Cereja passaram a ficar cada vez mais conhecidos em todo o país e, após a participação de Rodolffo no Big Brother Brasil, selaram de vez o merecido lugar de destaque no cenário nacional.

Vitinho Imperador

Victor Rafael da Silva Santos é seu nome de registro. O menino um dia sonhou em ser jogador de futebol, mas uma lesão o tirou dos campos e o levou definitivamente para a música, com a qual ele já tinha convivência. Com apenas 20 anos, Victor é um representante novo, porém não é novato do ritmo nordestino tão em alta no Brasil desde 2020. Começou acompanhando o pai, que tocava em bares de Maceió (AL), e desde muito cedo já tinha facilidade em compor músicas originais, diferenciadas e divertidas. Foi com Piseiro, estilo musical fortemente difundido no Nordeste do Brasil, que Vitinho escolheu para mostrar toda a sua irreverência, que é sua característica marcante. Hoje, o fenômeno Vitinho Imperador representa, em números, seu crescimento também exponencial: a música "Volta Rapariga" conta com mais de 100 milhões de visualizações nas diversas plataformas e o cantor já alcançou 4 milhões mensais de ouvintes no Spotify, além de 5 milhões de impressões no Instagram.

Boris Furman

A música nacional vem revelando nomes destacáveis e com certeza, Boris Furman é um deles. Natural de Conceição do Mato Dentro, ele aprendeu a tocar violão sozinho e, em seguida, começou a compor.  "Com o incentivo dos amigos nas famosas resenhas, onde sempre levava o violão e cantava minhas composições, resolvi levar a música a sério e assim, comecei a fazer aulas de canto e decidi que levaria a música de forma profissional em paralelo com minha faculdade. Em 2019, entrei em estúdio com o produtor Bruno Perdigão (Produtor musical da dupla César Menotti e Fabiano) e gravamos o projeto DNA, que inicialmente contaria com três músicas, mas acabou tendo sete canções gravadas, entre covers e autorais. De lá para cá, as pessoas começaram a conhecer mais o meu trabalho", diz o artista, que no ano passado gravou o seu DVD "Astral", cujo show baseado no novo trabalho será apresentado no Festival Sertanejo com canções autorais e hits consagrados no cenário nacional.

Bruna Lipiani

Desde pequena, a cantora e compositora Bruna Lipiani sempre foi extrovertida e com o lado artístico bem aflorado. A jovem iniciou uma faculdade de moda, mas decidiu sair para se dedicar à música.  Começou a gravar covers e postar nas redes sociais, conquistando admiradores do seu trabalho.

Com um repertório voltado para o sertanejo, Bruna dá ênfase ao sertanejo feminino, buscando dar cada vez mais visibilidade e representatividade para as mulheres.No final de 2019, fez seu primeiro show com banda completa, e já dedicada as composições, finalizou o ano com mais de 100 composições de sua autoria. No início de 2020, lançou o #HitsDeChuveiro, uma série de covers de suas músicas preferidas, com uma produção diferente do habitual, com as participações de  Isa Guerra e Nogueira, da dupla Rick e Nogueira.

Em março de 2020, Bruna lançou sua primeira música autoral, uma composição própria, chamada "Mulher Independente", que retrata muito do que a cantora busca passar para seu público e das causas que defende, e já conta com milhões de visualizações. Em julho de 2021, a cantora lançou sua nova música de trabalho, "À prova de lábia", mais uma composta pela artista. Já em novembro do mesmo ano, gravou seu mais novo projeto, "No Luau", diferente de tudo que já fez, com um repertório que vai do rap ao modão, em um estilo acústico e intimista, mostrando toda a versatilidade da artista e sua forma de fazer sertanejo. Ela promete um show animado e romântico, repleto de sucessos do feminejo.

Sobre o Festival Sertanejo

Criado no ano de 2015 com o intuito de reunir em um só espaço artistas que nem sempre tinham agendas de shows na capital mineira, desde a primeira edição, o evento é realizado na Esplanada do Mineirão, reunindo os maiores nomes da música sertaneja e milhares de fãs. Para este ano, o festival comemora a 5ª edição de uma forma diferente, já que pela primeira vez é realizado em dois sábados consecutivos.

Esta edição do Festival Sertanejo é uma realização da Nenety Eventos e do Empresário João Wellington, com o patrocínio da Gasmig, Itaipava 100% Malte, Rações Futura e da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur.

Ingressos e setores

Os últimos ingressos, que estão disponíveis na modalidade individual por meio do site www.nenety.com.br.

Camarote Nosso Sertanejo - Masculino (14/05) - 4º Lote: R$290,00

Camarote Nosso Sertanejo - Feminino (14/05) – 4 º Lote: R$270,00

Arena - Dia 14/05 - 3º Lote: R$100,00

Camarote - Dia 14/05 - 4º Lote: R$180,00

Front Stage - Dia 14/05 - 4º Lote: R$240,00

Black Feminino - Dia 14/05 - 6º Lote: R$560,00

Black Masculino - Dia 14/05 - 6º Lote: R$610,00

*Front Stage (De frente para o palco)

* Black (Open bar e open food: whisky 8 anos, vodka importada, gin, cerveja, refrigerante, suco, água e salgados finos) Acesso ao setor Front Stage.

Classificação:

* Arena, Camarote e Front Stage (14 anos)

* Black (18 anos)

 

Festival Sertanejo 2022

Local: Esplanada do Mineirão – Av. Antônio Abrahão Caram, 1001, Pampulha, Belo Horizonte/MG

Data: 14 de maio, sábado

Horário: a partir das 14h

Atrações:

14 de maio: Henrique & Juliano, João Gomes, Zé Felipe, Alok, Israel e Rodolffo e DJ DH

Ingressos: Vendas abertas pelo site www.nenety.com.br

 

Realização: Nenety Eventos e Empresário João Wellington

Patrocínio: Gasmig, Itaipava 100% Malte, Rações Futura e da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur

 


Livre de vírus. www.avast.com.

Se tem um político em Goiás que gosta de enganar seus eleitores e agir conforme o seu interesse e conveniência política, esse se chama Ronaldo Caiado, filiado ao recém-criado União Brasil

Fotos: Facebook.

Atual governador do estado, Caiado foi um dos entusiastas da campanha do então deputado federal, Marconi Perillo, do PSDB, para governador em 1998. Naquela época, Ronaldo Caiado anunciava aos seus eleitores que um 'Tempo Novo' estava surgindo em Goiás com Marconi Perillo. Por onde passava, o goiano com fama de 'coroné' dizia: – Goiás vai ter um governador sério e competente.

Foto: Facebook.

Em 1998, Caiado concorreu para deputado federal e pediu votos para Marconi contra Iris Rezende, do MDB. Ambos se elegeram.

Ronaldo Caiado também marchou com Marconi na sua reeleição em 2002. O então deputado tinha muita moral nos governos marconistas. Ele pedia e o tucano atendia. No Congresso, Caiado era uma das vozes de Perillo.

Já nas eleições de 2006, Caiado fingiu que rompeu com Marconi e não apoiou Alcides Rodrigues, vice de Perillo, só porque o extinto PFL tinha um candidato ao governo, o então senador Demóstenes Torres.

Na disputa eleitoral daquele ano, o candidato à reeleição para federal Ronaldo Caiado encenava que apoiava Demóstenes fazendo cara de paisagem para não atrapalhar Alcides. Resultado, o senador do PFL ficou em 3º lugar obtendo pífios 3,5% dos votos para governador e Caiado, obviamente, foi reeleito.

Porém, foi em 2010 que Ronaldo Caiado e Marconi Perillo firmaram uma aliança que os aproximou mais ainda. Caiado foi quem indicou o vice da chapa de Perillo, José Eliton, que era filiado ao então Democratas.

Foto: Facebook.

O apadrinhado do 'coroné' Caiado foi vice de Perillo de 2011 a 2018. Ou seja, o atual governador de Goiás também fez parte da gestão marconista que ele próprio acusa ter assaltado os cofres públicos do estado.

O rompimento real com o grupo político de Perillo só veio ocorrer no último governo do tucano quando Caiado, exercendo o mandato de senador, tentou a sorte e se candidatou para o Palácio das Esmeraldas em 2018 vencendo inclusive seu indicado, o então governador José Eliton que concorreu pelo PSDB.

Portanto, quando ouvir o governador Caiado falar em seu discurso que o governo do tucano Marconi Perillo foi corrupto e roubou Goiás é bom lembrar que ele estava lá. O 'coroné' Caiado tinha cargos e exerceu uma certa influência camuflada em praticamente todos os governos marconistas por meio de seus indicados.

Caiado é o típico do político que age de acordo com seus interesses pessoais. Enquanto ele foi aliado de Marconi, o governador se dizia inimigo dos emedebistas Maguito Vilela e Íris Rezende e os atacava. Hoje, ele faz o mesmo com Perillo.

Quando abandonou Perillo, Ronaldo Caiado conseguiu se aproximar dos dois ex-governadores. Como ambos faleceram, ele já trouxe os filhos para perto de si. Com certeza, vai querer se valer da imagem dos emedebistas durante a campanha e é capaz de dizer que nunca falou mal deles. Ele sabe atuar muito bem diante das câmeras e de uma plateia.

O jeito Caiado de fazer política deixa claro que o compromisso dele não é com o povo goiano, mas consigo mesmo. O que importa para o 'coroné' é estar no poder, custe o que custar.

CLIQUE AQUI E VEJA MINA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.